Revoltados com duas mortes em menos de 24 horas motoristas de aplicativos protestam e pedem fim a violência contra motoristas de app.

Dois motoristas são mortos na grande SP em menos de 24 horas, e um leva dois tiros e perde um rim.

A cada dia cresce o número de motoristas acionados por aplicativos mortos por todo Brasil. somente no dia de ontem em menos de 24 horas na grande São Paulo dois motoristas morrerão vítimas de Latrocínio.
Em Diadema uma das vítimas Adriana Almeida de 46 anos, ou simplesmente Drika como era conhecida e tratada carinhosamente pelos colegas motoristas.
Drika foi morta após receber um chamado de duas jovens, no exato momento que as passageiras embarcavam no carro, o assassino covarde apareceu, Drika se assustou arrancou o carro, foi baleada no pescoço e bateu o carro poucos metros depois.
Um outro motorista que parou para prestar socorro para Adriana, havia acabado de ser assaltado minutos antes pelo mesmo bandido covarde que ceifou a vida de Adriana.
O velório de Drika   começou dia 16/09/2019 as 21:00, no Cemitério Paulicéia Rua: Júlio de Mesquita. 1055 Paulicéia SBC.
O corpo de Drika deve ser liberado para ser cremado após as 13:00 do dia 17/09/2019
Um grupo de motoristas se mobilizou e criou uma vaquinha para ajudar a família de Drika com as despesas.

Já na madrugada de domingo Marco Aurélio, perdeu sua vida após receber um chamado e ser abordados por dois bandidos em uma moto, que disparam contra Marco que morreu ali mesmo no local, no Jardim Selma em Santo Amaro.

Homenagem feita por colegas em sinal de luto por Marco Aurélio

Revoltados com a situação, na parte da noite do dia 16/09/2019 mais de 2 centenas de motoristas se organizaram e iniciarão uma carreata em sinal de protesto, os motoristas marcaram seus carros com cruz, simbolizando luto pela morte dos companheiros, também cobraram mais segurança para os motoristas por parte dos aplicativos.
Ao logo do caminho a carreata foi ganhando adesão de  mais motoristas onde foi perdido o número real de carros participantes.
Segundo estimativa de um dos participantes chegou ao numero de cerca 315 carros participantes ao chegar no destino final, que era o velório de Drika.

inicio da concentração dos motoristas em um posto.

 

carreata ocupou duas faixas das três da avenida, em uma fila indiana gigantesca.
Raniele sendo socorrido após levar dois tiros.

O número de motoristas mortos só não foi maior por que Raniele baleado com dois tiros na zona leste no Jardim Robru, passou por cirurgia e sobreviveu aos disparos. Raniele perdeu um rim, teve o fígado afetado porem está se recuperando.

Qual será o apoio prestado pelos aplicativos as famílias das vítimas fatais?
Qual auxilio o motorista Raniele do aplicativo que estava realizando a corrida quando foi baleado, recebera para retomar a sua vida?
São várias perguntas que nós motoristas acionados por aplicativos já sabemos as repostas, pelas posturas adotadas pelos aplicativos até o momento.
Só existe uma única pergunta até o momento ainda sem resposta, e a mais importante delas, de certa forma dependa de nós motoristas. -Até quando?
-Até quando seremos mortos? tratados como descartáveis, sendo apenas mais número, engrossando as estatísticas, rapidamente esquecidas por todos, tornado em sua maioria casos insolúveis.
Até quando permitiremos isso?

 

2 thoughts on “Revoltados com duas mortes em menos de 24 horas motoristas de aplicativos protestam e pedem fim a violência contra motoristas de app.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Next Post

Até quando seremos, Cordeiros levados ao matadouro?

  A cada dia se torna mais comum a notícia da morte de um motorista por aplicativos. O número de assaltos e latrocínios cometidos contra os profissionais das 4 rodas crescem assustadoramente por todo Brasil, no Rio de Janeiro o aumento foi de 800{5b8314bd3a1df5662b0428fb2ad40acde61b52767b9db60e7abcbb85dfb55db6}. Refém do medo imposto pela violência, cada corrida […]

Inscreva-se agora